Para ser beneficiado é preciso pertencer a alguma dessas categorias;


Filhos de portugueses;

Netos de portugueses;

Bisnetos de portugueses que tenham antepassados vivos e com cidadania;

Cônjuges de portugueses;

Judeus sefarditas;

Pessoas que moram legalmente em Portugal há mais de 5 anos;

Pessoas que nasceram em Portugal, mas são filhas de estrangeiros;

Pessoas que já tiveram a cidadania, mas perderam;

Filhos adotivos de portugueses;

Pessoas que prestaram serviços relevantes a Portugal

A nova lei entrou em vigor já com um novo sistema, eletrônico.