A menina Raquel Antunes da Silva, de 11 anos, que teve a perna prensada entre um poste e um carro alegórico no primeiro dia de desfile das escolas de samba da Série Ouro no Rio de Janeiro, morreu no início da tarde desta sexta-feira (22) no Hospital Souza Aguiar, capital fluminense. 


Na noite de quarta-feira (20), a criança se afastou da mãe para ver as alegorias da escola de samba Em Cima da Hora, que já estavam na dispersão, próximo ao Sambódromo da Sapucaí, e ficou próxima a um dos carros. Suas pernas foram prensadas entre o veículo e um poste quando a alegoria começou a se movimentar.


Socorrida ainda no Sambódromo, a menina foi transferida para o Hospital Souza Aguiar, onde passou por cirurgia de mais de 6 horas e que culminou na amputação de uma de suas pernas. Ela ainda teve uma parada cardíaca e traumatismo no tórax e, até falecer, estava respirando com a ajuda de aparelhos. Segundo relatos de funcionários do hospital enviados, a causa exata da morte de Raquel foi uma hemorragia interna. 


Ao portal G1, a mãe da menina, Marcela Portelinha, que está grávida, disse que não recebeu qualquer tipo de assistência da escola de samba ou da Liga que promove o desfile das agremiações no Rio de Janeiro


FonteG1 

Forum