A fúria de centenas de jovens americanos pela possível revogação da proteção legal ao aborto explodiu nesta terça-feira (3) em frente à Suprema Corte dos Estados Unidos. Um grupo crescente de manifestantes se reuniu ao longo do dia para protestar contra o que consideram um “retrocesso nos direitos”.


“Se eu quisesse o governo na minha vagina, eu dormiria com um senador”, “Meu corpo, minha decisão” e “Aborto é saúde” eram algumas das mensagens que podiam ser lidas nas dezenas de faixas que eram desdobradas em frente aos degraus do tribunal.