A Igreja Batista da Lagoinha vai estrear no metaverso no dia 13 de abril, se tornando a primeira denominação brasileira a “abrir” um templo nesta plataforma de realidade virtual.


Pode parecer novidade para o segmento religioso, mas o metaverso já foi utilizado por milhões de pessoas não só para reuniões virtuais, mas para festas, shows, casamentos e muito mais.


De olho nas novidades tecnológicas, a Lagoplay, ministério da Lagoinha voltado para desenvolver jogos e interatividades online, preparou um templo completo para os usuários do metaverso. Desde o espaço onde os cultos serão realizados, até o ambiente infantil, entre outros.


“Somos uma geração online e sabemos que cada vez mais pessoas estão entrando e usando o metaverso. A nossa ideia sempre foi e sempre vai ser uma só: evangelismo”, diz o pastor André Valadão ao Gospelmente.


Segundo ele, a Igreja deve estar presente na plataforma de realidade virtual para evangelizar, orar pelas pessoas e levá-las ao Evangelho.


A igreja deve estar no metaverso porque, acredito eu, é um lugar não só de interatividade online, mas uma realidade virtual de pessoas com pessoas e nós também podemos evangelizar, orar por elas e levá-las ao Evangelho.


“Eu oro para que cada igreja entenda que isso é uma realidade. Não é uma questão de discutir se deve ou não [ter perfil na plataforma]. O Evangelho é muito simples: ele tem que ser pregado para toda criatura em toda Terra”, declara Valadão.


A Lagoinha no metaverso será uma igreja com pastores, moderadores e líderes online que vão conversar com os usuários da plataforma, orar por elas e ministrar a Palavra de Deus. “Teremos eventos exclusivos só no metaverso”, adianta o pastor que irá ministrar no primeiro culto marcado para às 21h (horário de Brasília) da próxima quarta-feira.


Usuários do metaverso e quem ainda não conhece, mas quer entrar para este mundo de realidade virtual pode acompanhar as novidades pelo Lagoverso.com, para saber todas as novidades da igreja no metaverso.